logo

Um Trompete no Uádi

  • Home
  • /
  • Catálogo
  • /
  • Um Trompete no Uádi
pdf Veja por dentro
  • Autor
  • Coleção
  • ISBN 9789895646111
  • PVP 18.79 € (IVA incluído)
  • preço fixo até
  • 1ª Edição junho de 2021
  • Edição atual 1
  • Páginas 288
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 153x235x19 mm
  • Disponibilidade
    Temporariamente Esgotado na Editora.
    Outras Lojas

A estreia em Portugal de um dos nomes mais influentes e respeitados da literatura israelita.

Trazendo à luz as complexas relações entre cristãos, judeus e muçulmanos, homens e mulheres, Um Trompete no Uádi transporta-nos para os meses que precederam o conflito israelo-árabe no Líbano, em 1982, ao mesmo tempo que recupera uma história clássica de amor impossível: pessoas separadas por crenças, tradição e guerra.

«O escritor pioneiro que deu voz aos oprimidos em Israel.» — Haaretz

Huda vive num pequeno prédio no uádi de Haifa, o quarteirão árabe dessa cidade costeira no norte de Israel e um microcosmo de intrigas, sonhos e de convivência entre vizinhos de diversas proveniências. Com ela, moram o avô, Elias, patriarca da família, Um-Huda, a sua mãe, e a irmã mais nova, Mary.

Criadas sem pai numa casa cristã árabe, Huda e Mary estão ligadas por um amor profundo, apesar das suas personalidades e aparências completamente opostas: a primeira, magra e tímida, tendo desistido de casar há alguns anos, resignou-se a uma vida pacata e monótona; a segunda é voluptuosa e alegre e avessa a qualquer emprego.

A vida de todos, no entanto, é subitamente abalada pela chegada de um novo vizinho, um jovem imigrante russo, judeu, que passa as suas noites a tocar trompete, cujo som acaba por enlevar Huda e fazê-la redescobrir uma paixão e ânimo que julgava extintos; Mary, por seu lado, vê-se envolvida num perigoso triângulo amoroso com o irascível e impetuoso filho do dono do prédio em que vivem, e o seu primo, que vive fora da cidade, nos campos limítrofes.

«Sami Michael é escritor, mas, acima de tudo, um homem que atravessa duas culturas no centro de um sangrento conflito.» — La Repubblica

Tradução do hebraico por Lúcia Liba Mucznik

Sami Michael nasceu em Bagdade, no Iraque, em 1926. Com 15 anos, em oposição ao regime opressivo que dominava à época o seu país, juntou-se a um grupo comunista de luta clandestina, vendo-se depois obrigado a fugir para o Irão e, posteriormente, para Israel, em 1948, onde se estabeleceu. Estudou Literatura Árabe e Psicologia na Universidade de Haifa, tendo trabalhado como hidrologista durante 25 anos, maioritariamente na fronteira síria. O seu primeiro romance, Shavim ve-Shavim Yoter, foi publicado em 1974, dando início a uma longa e conceituada carreira. É autor de romances, ensaios, livros infantis e peças de teatro. Entre as suas obras mais traduzidas destacam-se os romances Refuge (1977), Viktoria (1993) e Um Trompete no Uádi (1987), este último tendo sido igualmente adaptado para o cinema.

Pela sua atividade de escritor, o seu empenho em prol da paz, dos direitos humanos e da justiça, Sami Michael recebeu inúmeras distinções e prémios, entre os quais se contam o Israel Prize for Literature e o President's Prize for Lifetime Achievement. É atualmente o Presidente da Associação de Direitos Civis de Israel.